Observações parte 1 - Raio X do investidor brasileiro (Anbima) - 5 levantamentos iniciais.

Bom dia,

Bora fazer umas observações na pesquisa da Anbima o "Raio X do investidor brasileiro"?

A pesquisa serve para criar uma noção maior do que parte dos brasileiros pensam sobre dinheiro e investimentos.

As observações serão dividas em partes pois assim se aproveita melhor as informações e os levantamentos feitos na pesquisa e tornam a leitura menos cansativa.


1º levantamento (pág. 6):


- 42% das pessoas tinham algum saldo aplicado em produtos do mercado em 2017;
- 9% pessoas que investiram em aplicações financeiras em 2017

Obs.: Isso significa que elas podem não ter investido absolutamente nada em 2017 ,mas já tinham aplicações de outros anos.

Obs.: pouca gente investe com frequência. 

2º levantamento (pág.7)



Obs.: sobre os 50%  ("eu não consigo"+"não me preocupo") ... será que a questão da "pobreza" interfere nessa possibilidade no que diz respeito à cognição? 

"Poverty Impedes Cognitive Function" de Anandi Mani,Sendhil Mullainathan, Eldar Shafir e Jiaying Zhao se debruçam sobre essa questão (o primeiro link é o texto da Science e o segundo link o texto disponibilizado por Harvard na íntegra) onde demonstram que algumas necessidades são preponderantes em relação a própria inteligência e que a pobreza "limita" ou é uma prisão cognitiva para as pessoas. A pobreza não se dá apenas no aspecto financeiro como também no aspecto de tempo e atenção por exemplo. Sobre estes temas recomenda-se o livro Escassez de E. Shafir e S. Mullainathan autores do texto citado.

Interessante notar que metade guarda e outra metade não.

3º levantamento (pág. 9)

- 32% conseguiram economizar qualquer quantia em 2017. (Entre estes 84% deles cortaram gastos)


Obs.: ou seja, 68% não conseguiram economizar alguma quantia em 2017... E 27%, aproximadamente, (84% desses 32%) conseguiram apenas por corte de gastos. Será que não seria interessante uma mudança de raciocínio? Do tipo poupar primeiro, mesmo que 1 ou 2 reais. Depois ir adequando os gastos ao restante do dinheiro? Será que esperar sobrar não é um método pouco eficaz ou nada eficiente?


Desses que conseguiram guardar dinheiro, os 32%, como fizeram para "ganhar" algum dinheiro para sobrar:

59% - cortaram gastos;
25% - fizeram ecoonomia (esses dois grupos somados dão os 84% citados acima);
13% - produtos bancários;
 9% - trabalhando mais;


Dos mesmos 32% que economizaram o destino do dinheiro foi (foram):

42% - produtos financeiros (menos de 14% do total geral);
8% - comprou imóvel, terrenos ou lotes;
7% - comprou carro ou moto;
7% - reformou ou construi casa;
6% - fez viagem ou passeio;
5% - pagou dívidas;
5% - fez cursou ou pagou um curso para alguém;
1% - não sabe.

 Obs.: respostas mais comuns. Não totalizam 100%.

4º levantamento (páginas 13 a 15)

Obs.: Interessante a obsevação sobre a comparação com os países desenvolvidos o que não quer dizer, por exemplo, um melhor resultado no PISA (Programme for International Students Assessment - Programa Internacional de Avaliação de Estudantes), na realidade ficamos atrás de todos os citados.

Obs.: outra surpresa, porém o desempenho começa a cair.

Obs.: Interessante também o desconhecimento nos Eua e a insegurança japonesa.

Obs. 2: Pode ser menos seguro porém mais rentável por diferentes motivos.

5º levantamento (página 17)

Obs.: 54% não conhecem nenhum produto (espontaneamente) e 57% não utilizam. O que pode ser um sinal bem preocupante dado o contexto futuro possível no Brasil de envelhecimento da população, reforma da previdência e cortes de gastos públicos com consequente diminuição do Estado de bem estar.

Obs. 2: brasileiros de maneira geral possuem um comportamento estranho e afeitos aos comportamentos de manada visto que entre 2017 e 2018 haviam cerca de 1,4 milhão de brasileiros cadastrados nos investimentos de bitcoins e menos de 700 mil de cpf's cadastrados na B3 (antiga bovespa) e menos de 600 mil investidores de títulos públicos.


Este blog não recomenda a compra de quaisquer ações, fundos ou criptomoedas citados nas publicações. O blog não faz recomendações, faz apenas observações e reflexões pessoais para investimento próprio (do autor). Caso queira indicações ou informações procure um profissional habilitado ou alguma instituição financeira.










Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Tesouro Direto - Guia pessoal para Imposto de renda, custos e outras tributações.

Fundos imobiliários - fundos de papel

Investimentos para o futuro das crianças. (tesouro direto)