Fundos imobiliários - fundos de papel

Bom dia,

Penso em ter uma carteira de fundos imobiliários sendo parte considerável investida nos chamados fundos de papel.

Dentro do que eu penso essses fundos são muito interessantes, pois geralmente a rentabilidade dos dividendos é baseada na taxa de juros (Selic e CDI) e indexada à inflação (IGP-M e IPCA).

Exemplo (KNIP11)

Kinea Índice Preços

Outra maneira de visualização.
 
 Fonte: Relatório de julho/2018

Informações do próprio site sobre o fundo.
Fonte: <http://www.kinea.com.br/fundos/fundo-imobiliario-kinea-indices-de-precos-knip11/>




Entregando, geralmente, ou tentando, rendimentos em formato de dividendos superiores a 100% do CDI sem Imposto de Renda entendo que esses Fundos de papel possam  ser mais atrativos que o Tesouro Selic, Tesouro Ipca+ e CDB 100% CDI, ou talvez até LCI ou LCA de 100% do CDI.

Além do que esses investimentos além do IR não pagam dividendos mensais (existem outros fundos imobiliários que não pagam, geralmente os fundos de papéis pagam mensalmente).

Olha que interessante.

A taxa DI foi 0,54% em julho de 2018.

O fundo KNIP11 pagou um rendimento no valor de R$ 0,89 por cota no dia 13/08/2018.

A data base para consideração foi a de 31/07/2018 onde o valor de fechamento da cota foi de R$ 105,97 o que dá um rendimento de 0,839%.

O mais interessante livre de IR.

Existem riscos só que como foi demonstrado acima a carteira desses fundos são bem diversificadas e bem distribuidas em CRI's (Certificados de Recebíveis Imobiliários), e em outros investimentos.

Em relação aos fundos de tijolo os fundos de papéis se apresentam mais protegidos principalmente nos períodos piores da Economia.

Além do que os fundos imobiliários apresentam algumas vantagens como liquidez e custos envolvidos menores do que imóveis fisicos. E muitas vezes inquilinos de alta "qualidade".

A ideia neste tipo de investimento é ter um gerador de renda passiva (dividendos) e não se livrar dele tão rápido assim.

Há sim imposto de renda de 20% no caso de ganho de capital.

Exemplo: se comprei KNIP11 a 100 reais e vendi a 150 tenho que pagar 20% em cima dos 50 reais (10 reais) de ganho de capital. Aí teríamos de gerar uma DARF código 6015 e pagar até o último dia útil do mês seguinte ao da negociação. 

Lógicamente cada um segue uma estratégia e existem aqueles que preferem outros tipos de papéis. Mas provavelmente farão parte da minha carteira de investimentos.



Observação: ontem (31/08/2018) o fundo informou distribuição de rendimento no valor de R$ 0,85 por cota no dia 14/09/2018. Data base: 31/08/2018 Fechamento: R$ 108,40 Rendimento%: 0,784

No mês de Agosto KNIP11 valorizou +2,29% (ganho de capital) e considerando valorização + Yield tivemos  +3,13%. Um P/VPA de aproximadamente 1,06. E um dividendo Yield de 0,78%.



Este blog não recomenda a compra de quaisquer ações, fundos ou criptomoedas citados nas publicações. O blog não faz recomendações, faz apenas observações e reflexões pessoais para investimento próprio (do autor). Caso queira indicações ou informações procure um profissional habilitado ou instituição financeira.




Comentários

  1. Olá Santiago,

    Concordo que os referidos fundos imobiliários são ótimos investimentos, pelo menos até que continuem os dividendos isentos de IR.
    Sucesso.

    ResponderExcluir
  2. Fazer essa análise num mês que o papel valorizou quase 3% pode parecer "oportunista".
    Mas como sempre gostei da (re) abertura de horizontes vou dar uma olhada nesse tipo de papel novamente.
    Um dos contrapontos que levantei à época era que para baixos investimentos, a re aplicação do dividendo poderia ser chato, pois tem que se displinar e se confortar de comprar na data X sem querer ficar monitorando pra buscar um bom ponto de entrada. Além de com um baixo valor aplicado a "tributação" com a corretagem da aplicação do dividendo seria expressiva (se bem que já ouvi que tem corretora não cobrando essa taxa pra esse investimento mas, não averiguei)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Grande Adão boa noite, realmente pode parecer oportunista o exemplo de knip11, mas como disse é só um exemplo.

      É chato ficar monitorando ponto de entrada... realmente, porém adoto uma estratégia o primeiro dia que tiver dinheiro dos dividendos disponível na conta para comprar algo eu compro o papel que estiver mais descontado entre 5 papéis que observo. Se for knip11 o mais descontado em relação ao valor patrimonial será knip 11 o que será comprado senão vou para outro papel.

      Quanto ao volume e o baixo valor de aplicação temos de considerar os custos de corretagem/operação de cada corretora ou banco... dependendo do lugar realmente é melhor não operar menos de 1000 reais por exemplo, mas dependendo do lugar 100 reais é "operável" pois os custos são baixos.

      Saudações

      Excluir
  3. Desculpe aí, não consegui assinar do jeito moderno, então vai de clássico
    Abcs Adão

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Tesouro Direto - Guia pessoal para Imposto de renda, custos e outras tributações.

Riscos dos fundos imobiliários (e também dos imóveis).